25 de fev de 2011

Monólogos

     Em teatro ou oratória, um monólogo é uma longa fala ou discurso pronunciado por uma única pessoa ou enunciador. O nome é composto pelos radicais gregos monos (um) + logos (palavra, ou idéia)
    Monólogo é a forma do discurso em que o personagem extravasa de maneira razoavelmente ordenada seus pensamentos e emoções, sem dirigir-se a um ouvinte específico.
    Sendo eu, supostamente, a personagem mais importante da minha própria história, acredito que lido melhor com aquilo que analiso em momentos introspectivos/reflexivos, recheados de criatividade, bom-humor, sarcasmo e ironia à serviço de um mundo melhor! Isso mesmo. É possível! Meu mundo torna-se muito melhor! Hahahahahahaha!
    Ah, o sistema! "O sistema social que nos limita é o mesmo que nos incita a sermos felizes, geralmente através da compra e venda, seja de produtos, de ideologia, ou de um estilo de vida." Li isso em algum lugar e, concordo!
    Assim, aprendemos a negociar ou a impor os nossos sentidos e sentimentos. Queremos inclusive que o outro sofra o que nós sofremos, que ame como nós amamos, o que é impossível, pois pessoas são diferentes. Podemos ser solidários, podemos ser piedosos, mas sentimos de modo distinto. E cada um de nós "sabe a dor e a delícia de ser o que é". 
     A criatividade, bom-humor, sarcasmo e ironia servem para diluir o dia-a-dia, tornando-o mais palatável. O segredo é a dosagem!
    Criatividade, entendida aqui como "o processo de mudança, de desenvolvimento, de evolução na organização da vida subjetiva". A capacidade de tornar-se sensível a problemas, de identificar a dificuldade e buscar soluções. Neste quadro o (bom) humor e a ironia não são valorizados; especialmente por quem se leva muito a sério o que, em realidade, é muito triste. Às pessoas muito sérias falta um pouco de autenticidade. 
   Considero que meu bom humor e minha ironia (ainda que, às vezes, ferina) são terapêuticos! Poder rir de algo que já me fez chorar é extremamente bom!
    Por vezes, sinto necessidade de desabafar, principalmente comigo mesma, analisar com um novo olhar uma situação, uma pessoa ou um momento...  Transformar em palavras o que percorre o meu pensamento. E outras vezes, basta-me rir ou chorar. Dizem que lava a alma. Não tenho vergonha disso.
   Portanto, encontraremos aqui: meus solilóquios, minhas conversas comigo mesma, meus monólogos!

Um comentário:

  1. interessante! Acho q todas as pessoas, uma hora ou outra, conversam consigo mesmas... Todo mundo é meio louco haushauausha

    ResponderExcluir